Quadro ABNT 12721: tire suas dúvidas

Se você já esteve envolvido em projetos de construção, certamente já ouviu falar do Quadro de Composição de Custos da ABNT 12721. Embora seu nome possa parecer técnico, sua importância é inquestionável quando se trata de avaliar e compreender os custos envolvidos em empreendimentos desse tipo. Neste conteúdo, vamos explorar o que é o Quadro ABNT 12721, sua finalidade, estrutura e como ele se tornou uma ferramenta essencial para profissionais da construção civil.

 

O que é o Quadro ABNT 12721?

 

O Quadro de Composição de Custos, regulamentado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) sob a norma NBR 12721, é uma ferramenta padronizada utilizada para descrever e quantificar todos os custos relacionados a um projeto de construção. Ele fornece uma estrutura detalhada que permite uma análise minuciosa dos gastos envolvidos em cada etapa do processo construtivo.

A principal finalidade do Quadro ABNT 12721 é proporcionar transparência e consistência na avaliação de custos em projetos de construção. Ele permite que os profissionais da área identifiquem, classifiquem e estimem os custos associados a materiais, mão de obra, equipamentos, serviços e despesas gerais, proporcionando uma visão abrangente do orçamento total do empreendimento.

 

LEIA TAMBÉM

Construção e demolição: tire aqui suas dúvidas

 

Qual é a estrutura do Quadro ABNT 12721?

 

O Quadro ABNT 12721 é estruturado de forma hierárquica, organizando os elementos de custo em níveis e subníveis. A estrutura básica inclui:

 

Nível 1 – Serviços preliminares:

Despesas iniciais como sondagens, estudos topográficos e projetos básicos.

 

Nível 2 – Terraplenagem:

Custos relacionados à movimentação de terra e preparação do terreno.

 

Nível 3 – Fundações:

Despesas com fundações, estacas e serviços correlatos.

 

Níveis 4 a 8 – Superestrutura, alvenaria, cobertura, instalações e acabamentos:

Detalham os custos associados à estrutura, alvenaria, cobertura, instalações elétricas, hidráulicas, entre outros.

 

Nível 9 – Obras complementares:

Inclui custos adicionais como urbanização, paisagismo e acessibilidade.

 

Nível 10 – Administração do empreendimento:

Despesas administrativas e gerais.

 

Como utilizar o Quadro ABNT 12721?

 

Para saber como utilizar o Quadro ABNT 12721 é preciso contar com profissionais especializados (engenheiros ou arquitetos). Veja a seguir quais os pontos fundamentais da sua utilização. 

 

Identificação dos custos:

Cada elemento do Quadro ABNT 12721 permite uma identificação clara dos custos associados, facilitando a análise e o controle financeiro.

 

Estimativa de custos:

Profissionais utilizam o quadro para estimar custos em cada fase do projeto, proporcionando uma previsão precisa do orçamento total.

 

Comparação e análise:

A estrutura hierárquica facilita a comparação entre diferentes projetos e a análise detalhada de custos em cada categoria.

 

Transparência e prestação de contas:

O Quadro ABNT 12721 promove a transparência ao apresentar de forma detalhada todos os elementos de custo, sendo útil em processos de prestação de contas e auditorias.

 

O Quadro ABNT 12721 é uma ferramenta indispensável para profissionais da construção civil que buscam uma gestão eficiente de custos em projetos. Sua estrutura hierárquica e abrangência permitem uma avaliação precisa, promovendo a transparência e contribuindo para o sucesso e a sustentabilidade de empreendimentos no setor da construção. 

Ao compreender e utilizar adequadamente o Quadro ABNT 12721, os profissionais podem tomar decisões informadas, mitigar riscos financeiros e garantir o sucesso de seus projetos.

 

Sobre a Oliveira & Lemos 

O escritório de regularização imobiliária – Oliveira & Lemos – está localizado em Sorocaba-SP e é especializado em Quadro ABNT 12721. Para regularizar a sua obra e agilizar o processo de construção civil, conte com a gente. Entre em contato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estamos online!